5 Motivos Para Assistir "Chewing Gum"

Sabe aquela série que você gosta tanto que tem medo de sair compartilhando (ciúmes de série o nome) e o pessoal vir com aquele "era fã desde quando saiu o primeiro episódio". Eu sou sim a ciumenta das séries e essa está no meu top 5 séries favoritas da vida, mas claro, eu não posso deixar de compartilhar com vocês aqui. 💜

E hoje eu venho dar cinco motivos para vocês começarem a ver essa série tão contagiante. Ah, você pode ler mais sobre a série clicando AQUI e ler sobre a 1ª temporada e AQUI sobre a 2ª temporada



A série conta a história de Tracey, uma mulher cristã de 24 anos que trabalha numa mercearia e quer perder a virgindade com seu namorado (também cristão) Ronald que fez voto de castidade. Para isso, Tracey tenta encarnar a Beyoncé, mas acaba estragando tudo na relação entre eles. Já Connor, o novo morador do prédio, parece gostar de Tracey do jeitinho bizarro que ela é.

1# Engraçado em um nível totalmente diferente

Chewing Gum é cômica e embaraçosa ao mesmo tempo. Acho que jamais senti tanta vergonha alheia assistindo essa série, mas é um máximo, pois essa é a prova de que ela é capaz de te fazer sentir coisas que você jamais pensaria conseguir. Principalmente por ela conversar diretamente com a "câmera" ou seja com você, torna tudo mais engraçado e empolgante. 



2# Protagonista feminina negra 

Tracey é interpretada por Michaela Coel, que também é a escritora e produtora da série (maravilhosa ela é). Coel é uma atriz incrível e é perfeita para o papel por nos convencer, e até mesmo nos fazer se sentir como ela. (A série é um pouco baseada em sua vida). Todos nós passamos por momentos em que não sabemos exatamente quem somos, e Tracey se sente assim durante os episódios. Tracey é uma mulher negra e periférica tentando se descobrir e descobrir o mundo adulto, e que dificilmente são termos abordados em séries. 

3# Elenco super talentoso

Quando comecei a assistir ao seriado desconfiei de que eu já tinha visto a Tracey em algum lugar, e me lembrei da atendente do aeroporto [ophidia detected] que despachou a Lacie rumo à decadência social,na série da Netflix também, Black Mirror. O fato é que a jovem atriz é um talento, e consegue mostrar todo o seu potencial em Chewing Gum. Além dela, os outros atores também dão show; Robert Lonsdale, John McMillan e Cynthia uma das personagens mais engraçadas da série, pois não quer nada da vida, apenas envelhecer junto com sua mãe e irmã, jogar ludo para sempre e se manter afastada das tentações do diabo.

 4# Já que é para ser polêmica, vamos ser polêmica

Muito além das situações estranhas que Tracey se mete, uma das melhores coisas da série é a variedade de temas polêmicos que ela aborda. Um leque gigante de polêmica, temos religião, sexualidade, questões inter-raciais, machismo, desigualdade social, dependência química, e muitos outros, tudo isso sem deixar de ser cômica e original.




5# Episódios curtos e viciantes

Os episódios duram em torno de 20 minutos, e você nem percebe o tempo passando. As piadas são ótimas, com um ótimo timing, a história avança e a cada episódio podemos perceber a evolução das personagens. Ambas temporadas possuem 6 episódios, o que a não a deixa maçante, pelo contrário, deixa aquele gostinho de quero mais.

Pois bem, esses foram um dos motivos, pode ser que você assistindo encontre muito mais, eu super indico essa série, afinal ela esta nos 5 motivos para você dar o play no final de semana e começar a assistir.
Ah, você aí já assistiu? O que achou? Conta pra gente.

0 Comentários