Luke Cage

Pensaram que eu tinha esquecido, né? Nada disso. Vou honrar meus compromissos e continuar a falar das séries da Marvel. 

O herói da vez é Luke Cage. Não tem codinome nem nada, o nome do cara é esse aí e é dessa forma que ele se apresenta aos caras maus. Uma estratégia ousada, não?

Pois bem, para quem não conhece Luke é uma espécie de herói do Brooklyn, um bairro não tão amistoso de Nova Iorque conhecido pelos altos índices de violência, porém o fator mais relevante da história desse herói é a importância de um personagem negro, algo raro para protagonistas das HQS e séries, como bem sabemos.


Vale mencionar sempre que o cara é muito forte e tem a incrível habilidade de ser a prova de balas ou de qualquer outro material perfurante. 

A série trata de temas importantes, questões raciais, as diferenças sociais dentro do bairro, corrupção, políticos envolvidos com tráfico de drogas, garotos que entram para o crime em busca de uma vida melhor, enfim, os roteiristas conseguem passear por diversos assuntos interessantes. 

Porém, isso não quer dizer que a série seja cativante e entregue um bom papel. A demora para engrenar, os personagens que não são conhecidos por boas atuações de seus intérpretes e mais alguns errinhos básicos transformam Luke Cage em uma série difícil de ser assistida. Não é exatamente uma obra prima dos estúdios Netflix. 

Por tudo o que falamos aqui, a série é de fundamental importância para discutir temas, aprofundar em assuntos que são deixados de fora de grandes produções, vale a pena dar uma chance para Luke Cage, mas tenha paciência, não vá achando que terá ação por cima de ação que não será o caso.

0 comentários