[ASSISTI NO SOFÁ] McDonald's - A história do gigante do fast food

Filme Fome de Poder narra a história da ascensão do McDonald's, desde um pequeno trailer em San Bernardino, Califórnia, até chegar em 120 países e quase 40 mil lojas.

Alguma vez algum de vocês já sentou em uma cadeira do McDonald's e se perguntou sobre sua história, em como a rede de fast food chegou ao patamar que está hoje, se convertendo não apenas em uma rede gigante do ramo alimentício, mas também em um símbolo cultural.

Nesse momento, é possível que você esteja se perguntando que diabos isso tem a ver com a temática do PPS, certo? Pois bem, explico.

O tema de hoje é o filme “Fome de Poder”, que conta a história do surgimento, expansão e domínio absoluto da rede de fast food mais amada do planeta, e também em como o mundo dos negócios não é o mar de rosas que algumas pessoas podem imaginar.



A narrativa foca mais no início, quando os irmãos Richard e Maurice McDonald desenvolvem a fórmula de produção, embrulho e venda rápida dos lanches, algo completamente inovador em 1955, naquele momento comercializado apenas em um trailer San Bernardino, Califórnia.

Se os irmãos tinham a ideia, a inteligência e a disciplina para inventar um sistema tão perfeito e que revolucionária o mercado, faltava a eles a ambição e ousadia, duas qualidades essenciais para se ter sucesso em um ramo tão competitivo como o alimentício.

É nesse momento que aparece a figura de Ray Kroc, interpretado brilhantemente por Michael Keaton, um esforçado, porém fracassado empreendedor, motivo de chacota por seus projetos. 

Se você fizer uma pesquisa sobre o criador do McDonald's será o seu nome que aparecerá nos resultados. Mas porque não os irmãos, que carregam no próprio sobrenome a marca do restaurante? E tomando o cuidado para não dar spoiler digo que essa parte é primordial, quando assistir o filme você entenderá.

Isso ocorre, pois Kroc tinha de sobra o que faltava em Richard e Maurice. Vendo o enorme potencial que o negócio possuía, o perspicaz Ray começa a trabalhar como representante da empresa e rapidamente percebe qual seria a grande sacada para o sucesso, a expansão através de franquias.

Logo os fundadores, que tinham planos muito mais modestos para a empresa, notariam que contratá-lo pode ter sido um erro enorme. Pois é aqui que acontece o Plot Twist da história, explicando como Ray Kroc adotou práticas nada éticas, porém, legais, é importante que se diga, para realizar meio que na surdina, um dos maiores negócios da história.

Eu particularmente gostei bastante do filme, embora reconheça que ele é contado de apenas uma das várias visões que a história tem. Talvez esse seja algo que pudesse ser mais bem explorado, o filme indiretamente sugere que os irmãos McDonald eram de certa forma ingênuos, sendo facilmente passados para trás e honestamente não acredito que isso seja uma verdade absoluta.

Como ponto positivo, eu aponto as mensagens que a história transmite, de persistência, de que não existe idade para conseguir realizar grandes coisas e que às vezes é necessário acreditar cegamente em seu potencial, na sua ideia, sem ligar muito para o que dizem as pessoas.  

O filme foi lançado no início do ano, mas só consegui assisti-lo recentemente, caso você se interesse em saber mais sobre esse interessante enredo, ele está disponível no Netflix, e é muito bom, eu recomendo. 

0 comentários