Balanço dos filmes de heróis em 2017

Olá, fãs do Pausa Para Série, como vão vocês? Final de ano tá aí, amigo secreto da empresa já passou, agora é só esperar o Natal para receber aquele par de chinelos com a correia solta que seu tio avô preparou com carinho para essa data especial e fazer uma retrospectiva do que se passou em 2017.

E esse ano nós, amantes da sétima arte, tivemos motivos de sobra para frequentar as salas de cinema. Afinal, estamos vivendo a era dos heróis. Ao todo foram lançados seus filmes que continham um enredo voltado para as histórias em quadrinhos, e iremos fazer um balanço desses filmes.


Começamos por Logan, último filme do Hugh Jackman no papel de Wolverine. Depois de diversas decepções com a franquia dos X-Men, o encerramento deste vínculo tão marcante trouxe o melhor filme dos mutantes, de longe. A história te envolve, esquece que aquele é um filme de herói, e entrega uma experiência inesquecível. Lembro bem de ter terminado o filme, extasiado, e visto todos da fileira do cinema chorando copiosamente com o final.

Pouco depois foi a vez dos Guardiões da Galáxia Vol. 2. Os heróis enfrentaram o pai de Peter Quil, Ego - o Planeta Vivo, e mostraram porque são fenômenos de audiência, mesmo não tendo tanta popularidade. Muitas risadas, um Baby-Groot carismático ao extremo, e cenas de ação bem desenvolvidas e mais um sucesso dos Guardiões.

No meio do ano veio o terceiro filme do gênero. Mulher Maravilha chegou com o peso do fracasso de Batman vs Superman e Esquadrão Suicida no ano anterior, mas a produção da heroína não fez feio. Um filme para toda família, que mostra uma mulher forte e sem tantos clichês. Na nova geração de filmes da DC, Mulher Maravilha nada de braçadas quando o assunto é qualidade.

Exatos um mês depois quem aterrissou nas telonas foi o super-herói favorito de quase todo mundo. Homem Aranha: De Volta ao Lar. O cabeça de teia teve seu primeiro filme solo com produção da Marvel e longe da Fox. A mudança de ares fez muito bem ao Aranha que divertiu todo mundo com uma história bem feita de adolescentes que sonham salvar o mundo com todo ímpeto jovem que todos nós tivemos um dia.

Já no fim do ano, Thor: Ragnarok estreiou. Muito se esperava do filme do deus nórdico, uma luta intensa contra o Hulk, mas a decepção veio com os clichês cometidos pela Marvel. Heróis com muitos gracejos e pouca história a ser contada. O visual do filme é espetacular, o enredo deixa a desejar, mas ainda assim Thor vale o dinheiro gasto.

Por fim, porém não menos importante, conhecemos a Liga da Justiça. Liderados pelo Batman e com a necessidade de reviver o Superman, os heróis da DC enfrentam o Lobo da Estepe. Outra produção que me fez esperar muito, e entregou pouco. O filme não é ruim, mas não é bom. Não fede, nem cheira. Passa de ano, mas não é um aluno espetacular, nem do fundão. Na média, e a Liga passa como um filme despercebido.

O Melhor:
Alguns se destacaram, outros nem tanto, outros nem tanto mesmo, porém, acho justo escolher um desses filmes como melhor do ano de 2017. E o prêmio vai para... Logan. (Batam palmas)


0 Comentários