Desventuras em Série - A Infeliz Jornada dos Baudelaires

Fala ai galerinha que pensou que o(a) crush estava correspondendo as investidas mas depois descobriu que ela(e) já estava beijando outras bocas, como vocês estão? Eu estou bem e quase completando mais um ano de vida.

Vocês por um acaso sabiam que a Netfilx produziu uma série sobre os treze livros do autor Lemony Sticket que juntos são chamados de Desventuras em Série? Não? Vocês estão perdendo um tremendo tempo, a produção é inacreditavelmente espetacular.



Desventuras em Série trata da historia dos órfãos Baudelaires, Violet (Malina Weissman), Klaus (Louis Hynes) e Sunny (Presley Smith), que perderam seus pais em um incêndio muito suspeito e terão o desprazer de viver com um suposto tio que é pura bondade só que o contrario, o terrível, Count Olaf (Neil Patrick Harris).


Cada órfão possui uma habilidade especial. Violet é uma excelente construtora, conseguindo tirar os irmãos das enrascadas com objetos completamente inúteis que se tornam tão úteis quanto respirar e andar ao mesmo tempo.

Klaus, um leitor avido, é um geniozinho. Quando o problema se apresenta para os Baudelaires, la vai o nerd da família lembrar de alguma situação já vista em alguma leitura e repassar as irmãs o que deverá ser feito. 

Já a caçula Sunny possui dentes mais afiados que um tubarão branco depois de passar sua arcada dentaria em um amolador de facas. Conseguindo construir e destruir coisas com suas mordidas alucinadas.


Ao longo da série, os irmãos vão descobrindo coisas sobre o passado de seus pais e chegando cada vez mais perto de resolverem o mistério sobre o incêndio que os matou. Enquanto isso, Count Olaf, os segue de todas as formas para tentar colocar as mãos na fortuna para os Baudelaires.

Vocês certamente se lembram de uma historia parecida não é? Sim. Desventuras em Serie também virou filme lá em 2004, quando Jim Carrey deu vida ao Count Olaf e dai em diante a nossa querida Rede Globo reprisou o filme umas 324 vezes na sessão da tarde. Eu assisti todas.

Pois bem, o filme, mesmo repetido algumas vezes, não foi la um sucesso de critica. A tentativa de resumir os treze livros em apenas duas horas não foi muito bem aceita pelo público em geral e a opinião foi de que o longa ficou muito confuso sem passar a emoção que os livros haviam conseguido transmitir. Resultado: projeto engavetado.


Depois de 13 anos, eis que a Netflix assumiu para si a responsabilidade de recolocar a história dos Baudelaires nas telas. Com uma formação repaginada e uma amplitude muito grande para todos os personagens que compuseram os livros, o resultado foi acima do esperado.

O envolvimento dos atores, com destaque para Neil Patrick Harris que vive um personagem memorável com o multifacetado Count Olaf, deu a Desventuras em Série um alcance gigante e o sucesso com os episódios foi instantâneo. O pessoal aqui do Pausa Para Serie devorou as duas temporadas.

As atuações, as histórias contadas, o humor ácido, as criticas sociais mascaradas em deboche e a capacidade de fazer chorar e rir ao mesmo tempo transformam Desventuras em Série em uma das melhores adaptações da Netflix feitas até hoje. Quiçá a melhor.

0 comentários