5 motivos para dar uma chance a Vikings

Fãs de Game of Thrones que se encontram carentes, desesperados e ansiosos pela 8ª temporada da série. Seus problemas acabaram! Vou indicar para vocês uma solução rápida e eficaz que vai fazer você esquecer por um tempo Jon Snow, Daenerys Targaryen, Cersei Lannister, Tyrion Lannister, entre outros personagens marcantes desta produção da HBO.


Na verdade, a indicação não é apenas para os fãs de GOT, mas sim para todos que amam ou simpatizam com algum seriado que se passa na Idade Média.

Hoje falaremos de Vikings, a série criada por Michael Hirst para o canal History, no ano de 2013, narra às histórias do viking Ragnar Lothbrok, considerado um dos mais conhecidos heróis nórdicos por conta de suas incursões na Inglaterra e França.

De um simples fazendeiro a rei escandinavo, a produção retrata boa parte da trajetória de Ragnar, suas esposas, seus filhos e a evolução do povo nórdico.

Embora a série seja uma mistura de lendas nórdicas e fatos históricos reais, ela vem chamando bastante atenção do público e até de historiadores por adaptar de uma forma única o estilo de vida da civilização viking.

Se até aqui você não se empolgou para assistir a produção, relaxa porque trago mais cinco motivos para você dar uma chance a Vikings e definitivamente se apaixonar por Ragnar Lothbrok e Lagertha.

1. Mitologia nórdica

São poucas as séries e filmes que retratam a mitologia nórdica. Nem o próprio filme do Thor, que alcançou um público maior devido o seu sucesso nos cinemas conseguiu trabalhar bem isso. Mas em Vikings podemos perceber que Michael Hirst, criador da série, é bem cuidadoso ao abordar o assunto.



É complicado retratar uma religião sem fazer parte dela, no entanto, a série que já é baseada em pesquisas históricas também tem um consultor histórico especialista na Alta Idade Média. Por isso devemos prestar bastante atenção quando os personagens falam sobre as crenças e a fé que tem sobre os deuses nórdicos. Porque o assunto é tratado de uma forma muito interessante.

2. Baseado em fatos reais

Como já foi dito no texto Vikings é uma ficção histórica. Ou seja, o criador da série utiliza fatos e pessoas que realmente existiram dentro da narrativa ficcional para deixar a produção o mais realista possível.

Prova disso é que no início da série é mostrado o ataque viking no mosteiro de Lindisfarne, na Inglaterra. Segundo registros históricos esse fato aconteceu em 8 de junho de 793 D.C, e deu início a era das invasões vikings na Europa.

Além disso, a produção conta com diversos personagens que de fato existiram como Ragnar, Rollo, Lagertha, Bjorn e Ivar.

3. Roteiro cheio de reviravoltas

Desde já peço perdão pelo pequeno spoiler, mas não poderia deixar de mencionar que o enredo é repleto de reviravoltas surpreendentes.

É traição de irmãos, amigos, casais e até súditos. Tem aquele personagem que você achava que não iria vingar e de repente ele acaba virando um dos seus favoritos.

Enfim, sabe aquela série que demora vários episódios para engrenar? Com certeza Vikings não é esse tipo de atração. Aliás, garanto que no máximo três episódios são suficientes para você ficar viciado na trama.

4. Contrastes religiosos 

A produção retrata com maestria as diferenças religiosas entre nórdicos e o resto da Europa, em específico a Inglaterra e a França.

Os vikings eram politeístas (acreditavam em Odin, Freya, Thor e outros) e ofereciam sacrifícios e festas aos seus deuses. Enquanto o monoteísmo cristão (Deus) tomava força por toda Europa e se tornava a religião oficial de praticamente todo o continente.

O choque entre as duas religiões dentro da série é inevitável. Tanto que é comum você ver os personagens vikings zombando os cristãos por conta da sua crença. Enquanto os cristãos acusavam os vikings de serem figuras demoníacas.   
E o mais legal desse contraste é acompanhar a saga do monge cristão Athelstan, que é obrigado a viver dentro da sociedade viking e, por conta da convivência com os nórdicos acaba aceitando a outra religião.

5. Personagens marcantes

Um dos maiores atrativos da série são seus personagens. Se você é fã da cultura pop com certeza já deve ter ouvido falar sobre Ragnar e Lagertha. E por mais que sejam os personagens mais famosos da trama felizmente eles não os únicos que se destacam.

A produção é recheada de personagens marcantes. Desde os que possuem maior destaque, até os mais secundários, todos os eles são bem construídos dentro do roteiro.


Então muito provavelmente você vai acabar se identificando, por exemplo, com Rollo, Floki, Athelstan, Bjorn e Ivar. Sendo que o mais legal da série é que não existem heróis ou vilões, então se prepare porque em algum episódio você vai amar determinado personagem e no seguinte você vai odiá-lo.

Lembrando que a primeira parte da 5ª temporada de Vikings estreou no segundo semestre de 2017, e a segunda parte estréia ainda em 2018. A 6ª temporada já foi confirmada, mas ainda sem previsão de estréia. As quatro primeiras temporadas da série estão completas na Netflix.

0 comentários