Megatubarão

Olá galerinha que olhou para o calendário, viu que estamos em agosto e já esta pensando no Natal, no décimo terceiro salário e nas despesas que vai ter com comida no fim do ano e nas visitas dos piores tios possíveis que não vão embora enquanto ainda resta um grão de arroz com uva passa, como vocês estão?

Os seres humanos possuem algumas peculiaridades, isso inclui um medo misturado com fascínio pela criatura mais perigosa dos oceanos, claro que estou falando de tubarões. 


Filmes e mais filmes já foram feitos sobre o assassino dos mares, quem não ficou com medo de pular em uma piscina depois de ver o clássico de Steven Spielberg, "Tubarão", isso que o filme é de 1975, ou seja, sem os efeitos especiais que temos a disposição hoje em dia. 

Os tubarões se tornaram mais famosos pelos feitos nas telas do que propriamente pelos feitos no mar. Eu mesmo vou para a praia achando que a qualquer momento pode aparecer um terrível tubarão branco que vai engolir minha cabeça. Sendo que a chance disso acontecer é menor do que a vontade que eu tenho de levantar segunda-feira 6h da manha.

Os estúdios, que não são bobos nem nada, aproveitam para surfar na onda desse mito que são os tubarões. Dessa vez os cinemas recebem a historia de um Megalodonte no filme "Megatubarão"



Aqui vai uma explicação simples mas que vai te deixar abismado com esse animal. Os Megalodontes viveram há milhares de anos atrás, são contemporâneos dos dinossauros, tinha uma média de mais de 15 metros de comprimento, chegando a pesar mil toneladas e partia uma baleia ao meio com apenas uma mordida que quebrava os ossos e arrancava os órgãos. Para efeito de comparação, o Megalodonte teria em torno de 3x mais o tamanho de um tubarão branco. Deu frio na espinha, né

Essa fera teria desaparecido dos mares por conta da evolução marítima que levou as baleias a procurarem outros locais mais gelados, enquanto os Megalodontes precisavam de águas mais quentes. Alguns acreditam que ainda haja algum Megalodonte por ai, sem provas, mas vale lembrar que existem vários mistérios nas águas mundo a fora. 

O filme precisava explicar como encontrar um animal tão grande, jurássico e como ele sobreviveu. A ciência tinha que estar presente de alguma forma. Entendemos que esse não era o foco do longa, ainda assim, ficou tudo de um jeito muito raso, pouco se fala disso, nada explica a aparição de um animal tão grande. 


A explicação para o lugar que o Megalodonte é encontrado só pode ter sido ideia de alguém que estava com muita pressa ou preguiça na hora de escrever o roteiro.

Falando em roteiro, algumas vezes aparece uma inserção de preocupação com o meio ambiente em tom dramático que fogem completamente do que esta se passando na cena. Caso ainda não tenha visto, prestem atenção nas expressões em alguns momentos completamente avulsos em que eles falam dos males ambientais que o mundo passa. 

Por mais que essas cenas pareçam piegas, até sem noção, foi legal ver que o filme serviu como ponte para algumas denúncias sobre maus-tratos de tubarões e do tamanho da maldade com a qual essas animais se deparam.

O ponto fraco no filme certamente esta nos diálogos. Nada faz muito sentido, são conversas fracas, não acrescentam em nada no longa, as relações sequer existem e você acaba torcendo para o tubarão falar para não ter que ouvir mais os atores.



Outra coisa, como era de se esperar, a presença de Jason Statham como personagem principal do filme faz com que toda ação vire um ato heróico. Muitas vezes isso enche o saco, o homem consegue enfrentar um tubarão de 25 metros usando seus braços e uma lança, forçaram bastante.

Entretanto o filme entrega um suspense e uma admiração com os feitos do Megalodonte. Toda cena que envolve o tubarão você fica embasbacado com o tamanho e os movimentos, mesmo naquelas horas que você já espera que a cena vai se desenhar de um jeito, acaba sendo pego de surpresa e toma um baita susto. 

O ponto alto sem duvida e o clima de suspense que as cenas em alto mar carregam. Isso porque o diretor acertou em cheio em produzir essas imagens em locais abertos e com muita luz isso da uma dimensão ainda maior para os feitos do Megalodonte.

Se você quer ver um filme sem compromisso com o roteiro, pode ir aos cinemas e pagar o ingresso de "Megatubarão", entretenimento puro e simples. Se você quer um filme mais cult, melhor procurar outra coisa para assistir.


Lançamento: 9 de agosto de 2018 (1h53)
Direção: Jon Turteltaub
Gênero: Ação 
Nacionalidade: EUA
Nota: 🎬 🎬 🎬 

0 Comentários